Archive

Posts Tagged ‘google’

Google Wave Mail Marketing!

Google Wave

Vocês já pararam para pensar a confusão que isso vai fazer?

Estratégias de mail marketing hoje em dia apesar de toda a criatividade, seguem um formato meio que limitado, devido ao que as ferramentas de envio de newsletters conseguem fazer, e até mesmo as limitações de um email.

Tudo bem, você consegue gerar uma série de estatísticas e relatórios de quem abriu, aonde clicou e tal…  Mas o conceito de envio de informações via email em si é o mesmo….  a mensagem sai de um ponto e chega ao outro, e que por mais que você responda gerando uma conversa, você está da mesma forma enviando novamente um novo disparo de email de um canto ao outro, não há um “ciclo”….             Sendo assim apenas Emissor >> Receptor, o feeback é o início de um novo “disparo”.

Google_Wave_screenshotBaseado nisso, as ferramentas de mail marketing tem que inventar moda para conseguir fazer o envio em massa, enviando um a um, vários emails de envio, escapando de lixos eletrônicos. Assim uma newsletter (email) chega ao seu destino como uma mensagem “estática”, não alterável. Por isso você recebe um montão de newsletters diáriamente com novidades.

Estive pensando há alguns dias, imagine uma propaganda mutável, um email que muda a cada ocasião…  Um mail marketing que percebe seu interesse por certo produto e baixa o preço ali mesmo, na tua frente para estimular a tua compra!! O impulso!

Se no Google Wave, teoricamente uma pessoa não envia uma mensagem para uma caixa postal de outra, mas envia para um “lugar” onde ambos, receptor e emissor, podem ver e editar igualmente, assim como adicionando “editores” ou “visualizadores” a ela, seja quantos forem. Não existe mais o motivo de gerar zilhões de disparos, carregando a internet, com zilhões de cópias da mesma News, circulando por aí. E sim uma mensagem Wave com o mesmo potêncial de “viralidade” do email, mas onde todos visualizaríam no mesmo lugar. Um ponto de ligação dentro do seu email/wave com a empresa, que você receberá atualizações na mesma mensagem de um tipo de informação, no caso uma loja como a submarino, informações de tecnología.

Como o google wave, é interligado com um monte de locais para visualização (blog, flog, orkut…) você sabería a novidade, em imediato… uma promoção relâmpago…  “apareceu no twitter? corre pra wave pra comprar”

Na verdade a grande vantagem para a empresa, é a facilidade de alterar aquela informação sem precisar enviar novamente. Para o receptor, é não receber tantas news, deixando a caixa postal barrotada… apenas a mesma que “pisca” quando atualizada.

De fato isso sería mais uma forma de publicidade online… é bem provável que não substitua o mail MKT atual…

Mas adicionaria fortemente as possibilidades de atualizações de conteúdo one-to-one online. Em uma sociedade que a velocidade que circulam as informações e o processo de comunicação vai a mil…

Google em mais um idioma, PIRATA!

setembro 23, 2008 1 comentário

Como a Google já disse antes, uma das metas deles é fazer com que qualquer pessoa ache a informação que queria, facilmente, e no idioma que desejar… mais um passo para isso foi dado.

Eles notaram que uma grande comunidade, muito importante e influente, e com um temperamento nada calmo, não conseguia acessar o Google. A comunidade Pirata.

“Nós estamos orgulhoso, e também aliviados, em anunciar que o Buscador Google está disponivel em Pirata.”, falam em seu blog oficial.

Como pode-se ver nesse gráfico de popularidade das buscas relacionadas dos últimos anos, há razões para acreditar que essa será mais uma adição que veio em boa hora…

pirate talk

If ye’re a gentleman or lady o’ fortune yerself — or just want t’ talk like one — ye c’n set Pirate as yer preferred lingo usin’ th’ Likes an’ Dislikes page, or cast yer deadlights on an example.

Categorias:Sem categoria Tags:, , ,

Busca 2.0 no Google

novembro 29, 2007 3 comentários

O Google Experimental Labs está testando o novo conceito de busca criado pela Wikia: A Busca 2.0, onde os usuários podem interagir com os resultados:

 

How do I use it?

Like it?

This button (fig. 1b) will move the result to the top of the page and add this orange marker (fig. 1a) next to it so you can easily recognize it. The result(s) you promote will appear at the top whenever you search for the same keyword(s) in the future.

Don’t like it?

This button (fig. 1b) will remove the result, and it will remain hidden when you search for the same keyword(s) in the future.

Know of a better webpage?

At the bottom of the search results (fig. 1c) you can give the address of a page that’s relevant to your search. When you search for these same keyword(s) the page you’ve suggested will appear at the top with this orange marker .

Is it permanent?

Your changes will be applied each time you search for the same keyword(s). There’s a link at the bottom of the search results that lets you view the results in their original ordering.

 

 

 

Para poder interagir com as buscas você deve estar logado. Estas modificaçõe só serão visualizados no seu perfil e podem ser desfeitas a qualquer momento.

Bem, o novo experimento do Google ainda tem muito o que evoluir para poder ser implementado nas buscas em geral. Creio que a idéia deles é superar o projeto do Jimmy Wales, fundandor do Wikia (empresa criadora do Wikipédia), que é a do Search Wikia:

Os quatro princípios do Search Wikia são:

1. Transparência – A maneira como sistemas e algoritmos operam devem ser abertas, tanto em forma de licenças open source como de conteúdo aberto e APIs.

2. Comunidade – Todos podem contribuir de algum jeito (como indivíduos ou organizações). Forte foco na comunidade e sociedade.

3. Qualidade – Melhorar significativamente a relevância e precisão dos resultados e da experiência de busca.

4. Privacidade – Deve ser protegida, não guardar ou transmitir qualquer dado de identificação.

O interessante serão as técnicas que serão desenvolvidas para poder melhorar o índice na busca dos novos sites…

Categorias:Sem categoria Tags:, , , , ,

Google Maps, localização SEM GPS

novembro 28, 2007 5 comentários

Pois é, a Google VAI dominar o mundo! É fato:

A Google lançou mais uma atualização para o Google Maps versão mobile, o “My location”.

O My Location funciona de duas maneiras:

  • Com GPS: mostrando um ponto azul onde você está localizado.
  • Sem GPS: através de triangulação de antenas, mostrando uma área onde você pode estar localizado.

Para usufruir do serviço basta instalar a versão mais atual do Google Maps Mobile através do link www.google.com/gmm ou enviando uma mensagem com o texto “BLUEDOT” para 33669.

Abaixo o vídeo explicando como o serviço funciona:

 

 

Categorias:Sem categoria Tags:, , ,

Fim do email!?

novembro 18, 2007 1 comentário

Esqueça o Orkut. A Google e a Yahoo! estão planejando tornar seus sistemas de email e páginas personalizadas (iGoogle e MyYahoo!) em redes sociais e, claro, é fazer com que o Myspace e o Facebook (as maiores redes sociais nos EUA) justifiquem o quanto valem. Se a Google e a Yahoo! realmente fizerem isso, poderemos – possivelmente – ver o fim do email como os conhecemos hoje em dia.

“Web-based e-mail systems already contain much of what Facebook calls the social graph — the connections between people. That’s why the social networks offer to import the e-mail address books of new users to jump-start their list of friends. Yahoo and Google realize that they have this information and can use it to build their own services that connect people to their contacts” New York Times.

Isso parece nao ter sentido, pois o mapeamento das conexões, o chamado gráfico social, já está disponível nos sistemas de email, e é o coração das aplicações de email. Assim, quando você manda um email para alguém ou um grupo, você está criando ou continuando uma relação com as pessoas salvas no “Para”, “CC” e CCo”.

O interessante é que grande parte dessa informação existe na nossa rede, mas está dormente. O que o Yahoo! não tem nessa sentido é um perfil pesoal, onde usuários expressem seus interesses e personalidade para outros. Yahoo! teve muitas iniciativas nesse sentido ao longo dos anos, tipo o diretório de membros, Geocities, entre outras. Recentemente eles iniciaram o Yahoo! Mash. Mas nenhuma dessas foi muito bem sucedida. Disse Mr. Garlinghouse (diretor da área de produtos para a comunidade e comunicação).

Haverá algum tipo de sistema de perfis no Inbox 2.0, diz ele. Para pessoas que usam muitos serviços Yahoo!, esse perfil poderá ser bastante rico, mesmo no início, podendo realizar ações no Yahoo! Music, Yahoo! Shopping e por ai vai. Se você receber um email, você poderá clicar no nome dela e ir pra perfil pessoal dela

A diferença fundamental entre email e redes sociais é o perfil do usuário, ou a falta de um. Também a falta de widgets (ou apps) que permitam a “socialização”. Se a Googe e a Yahoo! puderem “socializar” o email ele pode não apenas “virar” uma rede social mas também a penetração no ambiente de trabalho será inevitável. O bloqueio no ambiente de trabalho é a privacidade e proteção IP. Redes sociais não são exatamente seguras. Mas se um email “empresarial” for “socializado” então a segurança já estará lá.

Tudo muito legal, mas têm-se que ver que quando as pessoas entram no Orkut, por exemplo, elas sabem que estão ali pra se exporem, mesmo que alguns não gostem dessa idéia, esse é o conceito fundamental de uma rede social. Mas quando se cria uma conta no Google Mail é apenas para mandar emails. Nem todo mundo quer ter sua privacidade invadida, ou por amigos, ou por estranhos. Têm-se que ter muito cuidado com esse tipo de mudança.

Vai ser interessante ver essa mudança e alguns administradores surtando (eu, inclusive).

Categorias:Sem categoria Tags:, , , ,

Microsoft x Google, a batalha “online”

novembro 8, 2007 7 comentários

 Google só é melhor que a Microsoft em buscas.
Steve Ballmer microsoft

Pois é. Isso é o que pensa Steve Ballmer, CEO da Microsoft (foto), disse à jornalistas sobre a Google. O evento era o lançamento do Windows Live em Tóquio, Japão, ontem. A plataforma Windows Live é uma boa tentativa da Microsoft de se tornar lider quando se trata de “online”, mas não chega perto da Google (contando que a Google começou como uma empresa de serviços “online” (de buscas, 10 anos atrás).

A Google oferece alguns serviços que a Microsoft também oferece, como o Google Docs, concorrente do Microsoft Office, só que online. E onde está o serviço online da Microsoft? Tudo bem, ela não tem um. Na verdade você subir um arquivo seu para o servidor do Windows Live, se você comprar o Microsoft Office. Ah, o Google Docs é grátis.
A Microsoft também tem um mecanismo de propaganda, o Microsoft AdCentre, mas que só permite anúncios em sites da Microsoft e em quase nenhum outro lugar, enquanto há o Google Adsense e Adwords, líderes do mercado com folgada vantagem.

Microsoft vs GoogleRedes sociais? Bom, a Microsoft tem o Live Spaces que quase ninguém usa (o Blogger/Blogspot é da Google, né?), e é dona de menos de 2% do Facebook (31 bilhões de pageviews/mês*), a menina dos olhos em redes sociais, Google tem o Orkut (36 bilhões de pageviews/mês*) está liderando os avanços com o OpenSocial (lançada este mês e já com a adesão do Myspace).
Vídeo. Sinônimo de YouTube da Google.

Tenho que trabalhar e vou parar as comparações por aqui. A Microsoft pode ser a maior, mas não online, nem de perto.

P.S.: Alguém pensou em Google Maps/Earth?

*Comscore

Categorias:Sem categoria Tags:, ,

Google Mobile Apps

outubro 16, 2007 3 comentários

Para aqueles que são viciados nos aplicativos do Google, como o inseparável Gmail ou o Google Calendar, o Reader, etc… uma dica: todos eles já estão disponíveis na versão mobile, ou seja, você já consegue visualizar na tela de seu celular, smartphone ou derivado, seus emails, compromissos e ficar antenado com suas fontes RSS.

A interface dos aplicativos é bem simples e limpa, fazendo jus a velocidade das conexões GPRS/EDGE. Para acessar o Google Mobile Apps basta abrir o endereço www.google.com/m/products a partir de seu navegador mobile.

Destaque para a versão mobile do Reader, que ficou excelente, muito fácil de usar, inclusive com direito a atalhos pelo teclado de seu celular. Este substitui perfeitamente o Egress (gerenciador de RSS mobile que indiquei neste Post) que além de mais lento é pago.

Categorias:Sem categoria Tags:, , , , ,