Arquivo

Posts Tagged ‘email’

Google Wave Mail Marketing!

Google Wave

Vocês já pararam para pensar a confusão que isso vai fazer?

Estratégias de mail marketing hoje em dia apesar de toda a criatividade, seguem um formato meio que limitado, devido ao que as ferramentas de envio de newsletters conseguem fazer, e até mesmo as limitações de um email.

Tudo bem, você consegue gerar uma série de estatísticas e relatórios de quem abriu, aonde clicou e tal…  Mas o conceito de envio de informações via email em si é o mesmo….  a mensagem sai de um ponto e chega ao outro, e que por mais que você responda gerando uma conversa, você está da mesma forma enviando novamente um novo disparo de email de um canto ao outro, não há um “ciclo”….             Sendo assim apenas Emissor >> Receptor, o feeback é o início de um novo “disparo”.

Google_Wave_screenshotBaseado nisso, as ferramentas de mail marketing tem que inventar moda para conseguir fazer o envio em massa, enviando um a um, vários emails de envio, escapando de lixos eletrônicos. Assim uma newsletter (email) chega ao seu destino como uma mensagem “estática”, não alterável. Por isso você recebe um montão de newsletters diáriamente com novidades.

Estive pensando há alguns dias, imagine uma propaganda mutável, um email que muda a cada ocasião…  Um mail marketing que percebe seu interesse por certo produto e baixa o preço ali mesmo, na tua frente para estimular a tua compra!! O impulso!

Se no Google Wave, teoricamente uma pessoa não envia uma mensagem para uma caixa postal de outra, mas envia para um “lugar” onde ambos, receptor e emissor, podem ver e editar igualmente, assim como adicionando “editores” ou “visualizadores” a ela, seja quantos forem. Não existe mais o motivo de gerar zilhões de disparos, carregando a internet, com zilhões de cópias da mesma News, circulando por aí. E sim uma mensagem Wave com o mesmo potêncial de “viralidade” do email, mas onde todos visualizaríam no mesmo lugar. Um ponto de ligação dentro do seu email/wave com a empresa, que você receberá atualizações na mesma mensagem de um tipo de informação, no caso uma loja como a submarino, informações de tecnología.

Como o google wave, é interligado com um monte de locais para visualização (blog, flog, orkut…) você sabería a novidade, em imediato… uma promoção relâmpago…  “apareceu no twitter? corre pra wave pra comprar”

Na verdade a grande vantagem para a empresa, é a facilidade de alterar aquela informação sem precisar enviar novamente. Para o receptor, é não receber tantas news, deixando a caixa postal barrotada… apenas a mesma que “pisca” quando atualizada.

De fato isso sería mais uma forma de publicidade online… é bem provável que não substitua o mail MKT atual…

Mas adicionaria fortemente as possibilidades de atualizações de conteúdo one-to-one online. Em uma sociedade que a velocidade que circulam as informações e o processo de comunicação vai a mil…

Anúncios

Fim do email!?

novembro 18, 2007 1 comentário

Esqueça o Orkut. A Google e a Yahoo! estão planejando tornar seus sistemas de email e páginas personalizadas (iGoogle e MyYahoo!) em redes sociais e, claro, é fazer com que o Myspace e o Facebook (as maiores redes sociais nos EUA) justifiquem o quanto valem. Se a Google e a Yahoo! realmente fizerem isso, poderemos – possivelmente – ver o fim do email como os conhecemos hoje em dia.

“Web-based e-mail systems already contain much of what Facebook calls the social graph — the connections between people. That’s why the social networks offer to import the e-mail address books of new users to jump-start their list of friends. Yahoo and Google realize that they have this information and can use it to build their own services that connect people to their contacts” New York Times.

Isso parece nao ter sentido, pois o mapeamento das conexões, o chamado gráfico social, já está disponível nos sistemas de email, e é o coração das aplicações de email. Assim, quando você manda um email para alguém ou um grupo, você está criando ou continuando uma relação com as pessoas salvas no “Para”, “CC” e CCo”.

O interessante é que grande parte dessa informação existe na nossa rede, mas está dormente. O que o Yahoo! não tem nessa sentido é um perfil pesoal, onde usuários expressem seus interesses e personalidade para outros. Yahoo! teve muitas iniciativas nesse sentido ao longo dos anos, tipo o diretório de membros, Geocities, entre outras. Recentemente eles iniciaram o Yahoo! Mash. Mas nenhuma dessas foi muito bem sucedida. Disse Mr. Garlinghouse (diretor da área de produtos para a comunidade e comunicação).

Haverá algum tipo de sistema de perfis no Inbox 2.0, diz ele. Para pessoas que usam muitos serviços Yahoo!, esse perfil poderá ser bastante rico, mesmo no início, podendo realizar ações no Yahoo! Music, Yahoo! Shopping e por ai vai. Se você receber um email, você poderá clicar no nome dela e ir pra perfil pessoal dela

A diferença fundamental entre email e redes sociais é o perfil do usuário, ou a falta de um. Também a falta de widgets (ou apps) que permitam a “socialização”. Se a Googe e a Yahoo! puderem “socializar” o email ele pode não apenas “virar” uma rede social mas também a penetração no ambiente de trabalho será inevitável. O bloqueio no ambiente de trabalho é a privacidade e proteção IP. Redes sociais não são exatamente seguras. Mas se um email “empresarial” for “socializado” então a segurança já estará lá.

Tudo muito legal, mas têm-se que ver que quando as pessoas entram no Orkut, por exemplo, elas sabem que estão ali pra se exporem, mesmo que alguns não gostem dessa idéia, esse é o conceito fundamental de uma rede social. Mas quando se cria uma conta no Google Mail é apenas para mandar emails. Nem todo mundo quer ter sua privacidade invadida, ou por amigos, ou por estranhos. Têm-se que ter muito cuidado com esse tipo de mudança.

Vai ser interessante ver essa mudança e alguns administradores surtando (eu, inclusive).

Categorias:Sem categoria Tags:, , , ,